15 anos: Nutec de Foz de Iguaçu

postado 16/11/2017 por

Saiba como nasceu o Núcleo Técnico-Científico

O Núcleo Técnico-Científico de Foz de Iguaçu foi oficialmente criado através da Portaria nº 1.300-MJ, de 04/09/2003, que aprovou o Regimento Interno do Departamento de Polícia Federal. Porém, o NUTEC já estava funcionando muito antes, segundo o perito criminal federal Giovani Vilnei Rotta.

O primeiro laudo foi de Local de Crime emitido em 29/10/2002 pelos peritos Vilson Gonçalvez e Kátia Michellin, que compunham a equipe na época. Além deles, integrava o time o perito Rodrigo Rossi. 

“Em 2004 e 2005 chegou a ter apenas dois peritos na sua época mais difícil de lotação, mas hoje temos 19 peritos”, afimou Rotta.

As principais demandas no Nutec são perícias em veículos, medicamentos e entorpecentes, informática, rádios comunicadores, balística forense e documentoscopia.

De acordo com perito Rotta um dos laudos destaque é o de local de crime referente à casa utilizada como QG da quadrilha que assaltou a empresa de valores Prosegur em Ciudad del Leste, Paraguai.

“O NUTEC foi a primeira unidade de criminalística da Polícia Federal, e provavelmete do Brasil, a coletar massivamente vestígios biológicos de um mesmo local de crime para confronto de DNA. Essa tática foi usada nesse local de crime e serviu de base para identificar através de outros laudos do INC quase 30 perfis de DNA de suspeitos do crime. Ainda, sete suspeitos presos foram vinculados ao local de crime pelos exames de DNA e, através do Banco Nacional de Perfis Genético, conseguiu-se também vincular perfis genéticos obtidos do caso da Prosegur com outros casos de homicídio de agente penitenciário, de fuga de presídio e de assaltos a banco e empresa de valores no Brasil”, destacou.

Nesses 15 anos, o Nutec evoluiu muito, tanto na produção de laudos – foram 22.577 desde 2002 - , como  também em estrutura. Atualmente, o Núcleo dispõe de laboratórios altamente equipados. 



Segundo o perito Giovani os motivos para comemorar são vários, mas algumas dificuldades ainda precisam ser superadas. “Nós temos uma alta demanda de solicitações para a quantidade de peritos lotados, além de uma grande quantidade de solicitações de perícia urgentes com réu preso. Nos falta ainda recursos financeiros para a implantação de um laboratório de perícia em veículos”.

 

 

 

Fonte: Agência APCF com Nutec
Quinta-feira, 16 de novembro de 2017

SHIS QI 9 Conjunto 11 CS 20 - Lago Sul CEP:71625-110
Brasília - DF
 

Telefones: (61) 3345.0882 / 3346.9481 / 3346.7235 / 3345.1123  
Email: apcf@apcf.org.br