Campanha de desarmamento em PE recebe média diária de 5 armas e 8 munições, afirma PF

postado 11/09/2017 por

Dados foram divulgados, nesta segunda (11), e fazem parte do primeiro levantamento de 2017. Iniciativa teve início em 2011, em todo o Brasil.

 

A Polícia Federal em Pernambuco divulgou, nesta segunda-feira (11), o primeiro balanço feito em 2017 pela campanha de desarmamento. Segundo a corporação, a população entrega cinco armas e oito munições por dia, em média, aos responsáveis pelos postos e unidades do estado. Os números correspondem ao período entre 14 de maio de 2011 e a sexta-feira (8).

Em 2.245 dias de campanha, a Polícia Federal registrou o recebimento de 10.824 armas e 18.120 munições. A entrega é voluntária e as indenizações variam de R$ 150 a R$ 450, dependendo do calibre e do tipo do equipamento. Este ano, a PF em Pernambuco recebeu 414 armas e enviou o material para o Exército, que é o responsável pela destruição.
 
Ao longo da campanha em Pernambuco, no primeiro lugar no ranking de armas entregues estão revólveres. Em segundo, aparecem as espingardas e em terceiro, as pistolas. Entre as munições, as de calibre 38 lideram as estatísticas.
 
As principais razões que estimulam o desarmamento são: o anonimato e a rapidez no pagamento da indenização, que é efetuado em até 48 horas, em qualquer terminal eletrônico do Banco do Brasil. Em todos os casos, será preservado o anonimato.
 
Além das armas de fogo também serão recebidas armas de brinquedo, simulacros, armas artesanais ou de fabricação caseira. A entrega desses materiais, no entanto, não prevê indenização.
 
Há casos, porém em que o anonimato não interessa ao cidadão. São os proprietários de armas adquiridas legalmente e que manifestam o desejo de baixar o registro do Sistema Nacional de Armas.
 
A população brasileira já entregou voluntariamente 649 mil armas, existem 2.127 postos de entrega em todo o Brasil. Foram pagos mais de R$ 12 milhões em indenizações.

Pontos de entrega
 
Além dos Postos da Polícia Federal em Recife, Caruaru, no Agreste, e Salgueiro, no Sertão, e da Polícia Rodoviária Federal, no Pina, na Zona Sul da capital, também recebem armas 22 postos Polícia Militar. São 15 Batalhões e sete companhia, além de um posto itinerante, numa parceria firmada entre a PF e a Secretaria de Defesa Social (SDS).
 
Como fazer
 
Quem quiser entregar uma arma deve seguir alguns passos. Primeiro, é preciso acessar o site e preencher uma guia de trânsito, que tem validade de um dia. Depois, o proprietário deve acondicionar o armamento de forma discreta e sem munição.
 
A PF alerta que não é permitido caracterizar o pronto uso do armamento. Assim, caso a pessoa seja parada por uma blitz policial, estará acobertada de apreensão ou prisão. Caso não siga as regras, o dono da arma ficará com uma guia de trânsito sem valor e poderá sofrer penalidades.
 
Após a conclusão do procedimento de entrega nos casos em que a arma seja indenizada, será solicitado ao responsável o cadastro de uma senha numérica de quatro. Ela será confeccionada apenas pelo requerente sem a ajuda de terceiros.

Estatísticas
 
Entre 2011 e 2013: 6.595 armas foram arrecadadas
Em: 2014 1.700 armas foram entregues
Em 2015: 1.238 armas entraram nas estatísticas da PF
EM 2016: 877 armas foram levadas pela população
Até 8 de setembro de 2017: 414 armas chegaram aos postos no estado
 
Segunda-feira, 11 de setembro de 2017
Fonte: G1

SHIS QI 9 Conjunto 11 CS 20 - Lago Sul CEP:71625-110
Brasília - DF
 

Telefones: (61) 3345.0882 / 3346.9481 / 3346.7235 / 3345.1123  
Email: apcf@apcf.org.br