Peritos da Lava Jato produzem embasamento científico para provas

postado 08/08/2017 por

Profissionais passam por aperfeiçoamento constante para acompanhar desenvolvimento do crime organizado

Para ouvir na íntegra, clique AQUI

Segundo o presidente da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais e membro da Sociedade Brasileira de Ciências Forenses com sede na USP de Ribeirão Preto, Marcos Camargo, a sociedade deve tomar cuidado com a relativização das provas, uma vez que pode-se dar muita ênfase em provas circunstanciais ou em delações. Ele explica que a prova material tem como função encontrar a verdade dos fatos a partir do embasamento científico. Para isso, é necessário investimento em constante capacitação dos profissionais e de aprimoramento tecnológico. Além disso, Camargo dá exemplos durante a Operação Lava Jato de como os peritos atuaram para desfazer equívocos e produzir provas científicas para os processos.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.
 

Fonte: Jornal da USP
Terça-feira, 8 de agosto de 2017

 

 

SHIS QI 9 Conjunto 11 CS 20 - Lago Sul CEP:71625-110
Brasília - DF
 

Telefones: (61) 3345.0882 / 3346.9481 / 3346.7235 / 3345.1123  
Email: apcf@apcf.org.br