Peritos da PF defendem voto impresso nas urnas

postado 12/03/2018 por

Apesar da ação da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para derrubar o voto impresso, a Associação dos Peritos Criminais Federais (APCF) decidiu levar ao ministro Luiz Fux (TSE) posicionamento favorável à adoção do sistema neste ano.

A Corte Eleitoral determinou que, após o preenchimento da urna eletrônica, seja impresso um recibo para que o eleitor confira seu voto. “O sistema de votação não deve ser unicamente digital. Uma falha pode alterar o resultado e não há meios para conferir”, diz o presidente da APCF, Marcos Camargo.

Para somar. Camargo argumenta que o voto impresso dará maior segurança caso haja, por exemplo, necessidade de auditoria. “A urna eletrônica e o voto impresso não são excludentes, mas complementares.”
 
Rechecagem. Peritos criminais da PF e um estudante da Unicamp que identificaram pontos de vulnerabilidade nos testes de segurança da urna eletrônica vão repeti-los dias 7 e 8 de maio.
 
Segunda-feira, 12 de março de 2018
Fonte: Estadão

SHIS QI 9 Conjunto 11 CS 20 - Lago Sul CEP:71625-110
Brasília - DF
 

Telefones: (61) 3345.0882 / 3346.9481 / 3346.7235 / 3345.1123  
Email: apcf@apcf.org.br