Prevenção a crimes cibernéticos por meio da educação digital é tema de audiência

postado 12/06/2018 por

Como proteger crianças e adolescentes de ameaças virtuais? Como assegurar aos internautas que seus dados sejam preservados? Como tornar uma sociedade mais preparada e consciente em relação aos crimes cibernéticos? Questões como essas serão debatidas por especialistas na audiência pública da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), nesta quarta-feira (13), às 10h30.

O pedido para a reunião partiu do senador Cristovam Buarque (PPS-DF), que lembra que as tecnologias modificaram a forma como as pessoas se relacionam umas com as outras e com empresas e serviços.

O senador cita relatório de segurança digital de uma empresa especializada segundo o qual houve crescimento de aproximadamente 44% no volume de ciberataques ocorridos entre o segundo e terceiro trimestres de 2017 no Brasil. "Mais que apenas números, os ciberataques têm evoluído em sofisticação, alvos e metodologias, dando ao cenário contornos epidêmicos", afirma Cristovam ao justificar o pedido para a audiência.
 
Na opinião do senador, a solução para tantos desafios impostos pelo avanço da tecnologia passa, invariavelmente, pela educação, capaz de, por exemplo, ajudar no uso responsável da internet e na construção de um senso crítico que impeça o avanço das fake news.
 
Foram convidados o diretor do Laboratório de Segurança da PSafe, Emilio Simoni; o presidente da SaferNet Brasil, Thiago Tavares Nunes de Oliveira; o ministro conselheiro da Delegação da União Europeia no Brasil, Carlos Oliveira; e a delegada da Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos da Polícia Civil do DF, Cristhiane Andrade França.
 
Terça-feira, 12 de junho de 2018
Fonte: Agência Senado

SHIS QI 9 Conjunto 11 CS 20 - Lago Sul CEP:71625-110
Brasília - DF
 

Telefones: (61) 3345.0882 / 3346.9481 / 3346.7235 / 3345.1123  
Email: apcf@apcf.org.br