O grupo estudantil de Geociências Forenses das Universidades Federais de Pelotas (UFPEL) e do Paraná (UFPR) realizou, de 30 de novembro a 4 de novembro, o 1st Brazilian Geoforensic Virtual Workshop. O evento totalmente virtual foi apoiado pela Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF) e contou com mais de 300 inscritos. 

O presidente da APCF, Marcos Camargo, foi um dos convidados de honra do workshop. Ele ressalta a importância do intercâmbio de informações entre peritos criminais e de peritos criminais com a comunidade acadêmica. “A APCF tem a satisfação de apoiar eventos como este, que tem como objetivo difundir as ciências forenses e fortalecer a segurança pública por meio do conhecimento técnico-científico.”

A conferência reuniu referências nacionais e internacionais em áreas como Perícia de Solos, Perícia Ambiental, Geofísica, Paleontologia, Isótopos, Palinologia, Gemologia e Geoprocessamento na elucidação de crimes. Ao todo, foram 14 palestrantes, 14 palestras e 3 minicursos. 

Os peritos criminais federais Fábio Salvador, Camila Vasconcelos, Fábio Costa, Odair de Souza Junior e Erich Adam Lima representaram a criminalística federal na grade de palestras. Também passaram pelo workshop importantes nomes internacionais da área, como Laurence Donelly (Comitê IUGS-IFG) e Lorna Dawson (Instituto James Hutton – Reino Unido). 

“Foram centenas de ouvintes todos os dias, interagindo com todas as palestras. Isso é muito importante nesse delicado momento em que passamos. Aos palestrantes? Sem palavras! Mesmo com todas as questões envolvendo atribuições particulares, fuso-horário, e todas as problemáticas de um evento online, se disponibilizaram a nos passar seu conhecimento adquirido ao longo dos anos”, afirma a comissão organizadora.

Leia também: Peritos federais ministram 2ª edição do Curso de Novas Substâncias Psicoativas