Camargo leva preocupações sobre novo CPP ao General Girão

Camargo leva preocupações sobre novo CPP ao General Girão

O presidente da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF), Marcos Camargo, levou nesta 5ª feira (28/2) ao deputado federal General Girão (RN) as preocupações da entidade com trechos da proposta de reforma do Código de Processo Penal que tornam dispensável a prova material.

“Tirar da lei a indispensabilidade da prova material, produzida com isenção e equidistância das partes, é um grande retrocesso”, afirmou Camargo.

O presidente da APCF também disse que corrigir esse ponto no projeto do novo CPP é fundamental para torna-lo compatível com o novo momento do país. “A taxa de resolução de crimes como homicídios e estupros é muito baixa no Brasil. Por isso são muito bem-vindas iniciativas como o pacote anticrime do ministro Sérgio Moro e o reforço nos bancos de dados de DNA. Não é momento para andar para trás”, disse.

O deputado federal potiguar, que já foi secretário de Estado de Segurança Pública em Roraima e é um profundo conhecedor da estrutura das polícias no Brasil, também manifestou preocupação com a questão exposta pela APCF e se colocou à disposição para acompanhar esse e outros debates importantes para a perícia criminal federal.