Comissão de Ciência e Tecnologia debate exigência de impressão do voto

A audiência pública que discutiu a importância do registro físico do voto para a segurança e transparência do processo eleitoral contou com apresentação do presidente da APCF, Marcos Camargo

Na manhã desta quinta-feira (12), o presidente da APCF, Marcos Camargo, fez explanação sobre as fragilidades das urnas eletrônicas sem o voto impresso – a visão dos peritos criminais federais e as falhas encontradas nos testes públicos de segurança no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O objetivo da audiência, além de discutir o voto impresso, foi apontar esclarecimentos sobre a Ação Direta de Inconstitucionalidade contra o voto impresso (ADI 5889). O debate foi realizado a pedido dos deputados Izalci Lucas (PSDB-DF) e Thiago Peixoto (PSD-GO).

 

A audiência contou ainda com as falas do auditor do Comitê Multidisciplinar Independente (CMInd), Amílcar Brunazo Filho e o representante da Associação Pátria Brasil, Felipe Gimenez.

 

 

Quinta-feira, 12 de julho de 2018

Fonte: Agência APCF