Em reunião com o presidente da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF), Marcos Camargo, nesta 4ª feira (29/5), o deputado federal Sanderson (PSL-RS) afirmou que levará às autoridades do Executivo as reivindicações dos 19 aprovados no concurso da Polícia Federal de 2018 que correm o risco de não serem convocados. O congressista também tentará um encontro com o presidente Jair Bolsonaro.

Segundo o parlamentar, que é policial federal, é necessário encontrar meios para que haja o aproveitamento dos candidatos excedentes, tendo em vista que muito poderão contribuir para a efetividade da PF. “É pelo fortalecimento da corporação”, disse.

Durante a reunião, Camargo chamou a atenção para o impacto positivo nas operações da PF, além da maior celeridade nas investigações caso todos os aprovados sejam nomeados. “Eles são altamente qualificados e a perícia criminal federal precisa dessas pessoas, a segurança pública precisa delas.”

Recentemente o governo federal publicou o Decreto nº 9.801, que possibilita a convocação de 547 aprovados a mais das vagas previstas no concurso, totalizando 1047 novos policiais federais. Contudo, nem todos os candidatos ao cargo de perito criminal federal serão chamados.

“Temos que achar uma solução. Estamos buscando o apoio dos deputados, porque a discussão da decisão do governo sempre girou em torno da convocação de todos os aprovados. E esse impasse dos 19 peritos de fora precisa ser resolvido. É necessário buscar uma alternativa que possibilite chamar esses candidatos restantes”, destacou.

""