O júri especializado do 1º Prêmio de Fotografia Antônio Carlos Mesquita avaliou e selecionou as 20 fotos que vão compor a exposição “Universo paralelo da perícia: um olhar além dos exames periciais”. A mostra ficará montada no Instituto Nacional de Criminalística (INC), em Brasília. 

A comissão técnica foi composta pelos fotógrafos André Zimmerer, Ana Paula Batista e Deiler Paulo. Entre outros pontos, foram levadas em consideração as regras do Edital, plasticidade, técnica e associação ao tema do concurso. 

As três primeiras colocadas do concurso serão anunciadas na solenidade de comemoração ao Dia do Perito Criminal, que acontecerá em 3 de dezembro, no INC. Neste mesmo dia será inaugurada a exposição.

Nesta fase do concurso, o júri selecionou as 20 fotos entre as 30 mais votadas pelos associados na área restrita do site da APCF

A premiação tem como objetivo divulgar as atividades periciais e fomentar a integração dos peritos criminais federais por meio da linguagem fotográfica, revelando diferentes olhares e temáticas que envolvem o trabalho da criminalística.

Os três primeiros colocados, além das fotos na exposição, receberão prêmios oferecidos pelo Clube de Vantagens APCF CARD.

Avaliação do júri especializado:

“Vejo o 1º Prêmio de Fotografia Antônio Carlos Mesquita como uma homenagem a todos os participantes – organizadores, fotógrafos e corpo de jurados -, não somente pela temática envolvente e os belos olhares apresentados, mas também por constituir uma fonte de inspiração para todos que fazem da prática pericial uma arte a ser contemplada.”
– André Zímmerer, professor graduado em Artes Visuais pela Universidade de Brasília e fotojornalista

“Foi uma honra poder participar como jurada do 1º Prêmio de Fotografia Antônio Carlos Mesquita. Não é fácil escolher as melhores fotos, tendo em vista que fotografia tem um fator subjetivo muito presente. Tivemos que analisar fatores técnicos, mas sem deixar de lado o componente artístico, o alinhamento com o tema e a conversa que cada fotografia nos provoca.”
– Ana Paula Martins Batista, servidora da PF e fotógrafa profissional há 12 anos

“Não foi fácil fazermos a escolha das melhores imagens, uma vez que não podíamos ter acesso aos títulos das mesmas para não sermos influenciados por este quesito. Analisamos a arte e os princípios da fotografia para identificarmos o melhor conjunto de cada fotografia e, a partir disso, analisar a relação deste para com o tema estabelecido.”
– Deiler Paulo, servidor da PF, fotógrafo profissional e professor do Curso de Fotografia Profissional para servidores da Polícia Federal 

Júri especializado: André Zimmerer, Ana Paula Batista e Deiler Paulo

Confira abaixo as 20 fotografias selecionadas para a exposição: