A União dos Policiais do Brasil (UPB) se reuniu nesta 5ª feira (17/6), na sede da APCF, para alinhar estratégias de combate à proposta de Reforma Administrativa (PEC 32/2020).

O grupo deliberou pela realização de uma mobilização nacional em defesa do serviço público no dia 23 de junho, próxima 4ª feira.

A mobilização será dividida em dois atos durante o dia: um pela manhã e outro pela tarde.

No período da manhã, os servidores públicos paralisarão as atividades em todo o país. Os serviços de saúde, no entanto, não serão atingidos em virtude da pandemia do novo coronavírus.

Pela tarde, serão realizadas carreatas simultâneas em todas as capitais. Em Brasília, a manifestação terá início no estacionamento do Estádio Nacional (Mané Garrincha), a partir das 14h, e seguirá até a Esplanada dos Ministérios.

“O objetivo da manifestação é chamar atenção da sociedade e das autoridades para os inúmeros retrocessos que a categoria vem sofrendo com seguidas propostas do governo federal contra os servidores públicos”, destaca o presidente da APCF, Marcos Camargo.

“Já se acumulam várias perdas de direitos e prerrogativas, que começaram na Reforma da Previdência, passaram pela Lei Complementar 173 e, mais recentemente, com a PEC Emergencial. Agora, se avizinha mais uma proposta cheia de riscos para o serviço público: a Reforma Administrativa”, reforça Camargo.