Comitiva chilena conhece estrutura do INC, em Brasília

Comitiva chilena conhece estrutura do INC, em Brasília

Uma comitiva chilena composta por uma perita oficial da área de química forense e por estudantes de Biotecnologia visitou as instalações do Instituto Nacional de Criminalística (INC), em Brasília, para conhecer a estrutura da perícia criminal federal.

A perita Alejandra Carvajal, da Polícia de Investigação do Chile (Chile), além de participar da visita, ministrou uma palestra ao peritos criminais federais brasileiros sobre a atuação da perícia oficial do país vizinho em microvestígios e em locais de crime subaquáticos. 

Alejandra também é professora da Universidad de La Frontera e trouxe ao Brasil três de seus alunos. Ela ressaltou a importância do intercâmbio entre os países para o fortalecimento da criminalística. “A cooperação internacional é fundamental para o avanço das ciências forenses. Tem de haver um enfrentamento do crime de forma internacional, onde seja possível compartilhar as experiências e não se retroceda em tempo e recursos”, disse.

Já a estudante Camila Millar destacou a estrutura de ponta da perícia federal brasileira. “Em questão de equipamentos, a Polícia Federal do Brasil está muito mais avançada. Seria interessante se houvesse esse intercâmbio entre os países por meio de uma parceria para que tanto policiais quanto estudantes possam se capacitar.”

A visita ocorreu na última 2ª e 3ª feira (23/9 e 24/9) e possibilitou ao grupo conhecer os laboratórios dos parceiros científicos da PF na Universidade de Brasília (UnB). Antes de virem à capital federal, os chilenos também participaram de um curso em São Paulo e de um seminário de ciências forenses em Ribeirão Preto.