Novo prédio da Unidade Técnico-Científica de Uberlândia é inaugurado

Novo prédio da Unidade Técnico-Científica de Uberlândia é inaugurado

O novo prédio da Unidade Técnico-Científica (Utec) da Polícia Federal em Uberlândia (MG) foi inaugurado nesta 6ª feira (9/8). Ocupando uma área de 1.350 m², as instalações possuem diversos laboratórios e abrigam 14 peritos criminais federais. O objetivo é fortalecer o trabalho da perícia federal tanto na cidade quanto nos 88 municípios da região do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas Gerais. 

Para o presidente da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF), Marcos Camargo, a inauguração do edifício é de fundamental importância para a criminalística brasileira e possibilitará ainda mais agilidade nos trabalhos periciais, essenciais para as investigações e para o processo penal. “É, inegavelmente, um grande avanço para a continua qualificação dos peritos federais e para a qualidade cada vez maior dos trabalhos desenvolvidos pela PF", afirma. 

Situada, até então, nas dependências da Delegacia de Polícia Federal da cidade mineira, a Utec Uberlândia agora passa a ser considerada uma das maiores do gênero no Brasil. Além de salas equipadas para os peritos federais e uma de treinamento, o prédio dispõe ainda de laboratórios de meio ambiente, engenharia, química forense, geomática, eletrônica, documentoscopia e informática. 

Chefe da unidade, o perito criminal federal Mário Santana lembra do esforço de anos para inaugurar o espaço. “Tudo isso é fruto de um projeto de quase seis anos. Hoje, nós temos uma estrutura digna do corpo pericial que nós temos em Uberlândia, podendo oferecer muito mais para a criminalística de todo o país.”

Representando a Diretoria Técnico-Científica (Ditec), o diretor do Instituto Nacional de Criminalística (INC), Luiz Spricigo, disse que o momento é histórico. “As novas instalações serão um marco para o desenvolvimento das ciências forenses na região. Essa estrutura tornará possível o atendimento mais célere, dando resposta melhor à sociedade”, ressalta.  

Já o chefe da delegacia da PF em Uberlândia, delegado federal Almir Soares, ponderou que a construção foi possível graças aos recursos obtidos por meio das parcerias. “A Utec aproxima a perícia criminal do local do crime, aproxima a perícia das unidades de investigação da polícia judiciária e presta um atendimento mais eficaz para o combate ao crime.”